Notícias

Indústria hoteleira quer criar novos padrões para medir pegada de carbono

Posted at 31/08/2011 | By : | Categories : Notícias | Comentários desativados em Indústria hoteleira quer criar novos padrões para medir pegada de carbono

Indústria hoteleira quer criar novos padrões para medir pegada de carbono

Jéssica Lipinski, do Instituto CarbonoBrasil

Uma nova iniciativa do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) e da Parceria Internacional de Turismo (ITP) poderá tornar a indústria hoteleira mais favorável ao meio ambiente. Na última semana, os dois órgãos, juntamente com 12 redes de hotéis internacionais, realizaram uma reunião para concluir a primeira fase de uma nova ação conjunta que visa mensurar a pega de carbono do setor.

É a primeira vez que a indústria hoteleira se une para criar uma metodologia para calcular e reportar a pegada de carbono. Entre as redes de hotéis que participam da iniciativa estão a Accor, a Hilton Worldwide, a Hyatt Hotels & Resorts, o grupo InterContinental Hotels, a Marriott International, a MGM Resorts International, a Mövenpick Hotels & Resorts e a Premier Inn, do grupo Whitbread.

Segundo Stephen Farrant, diretor da ITP, uma abordagem padronizada para a medição de carbono é importante porque calculará a pegada de carbono da indústria hoteleira, e, consequentemente, seu impacto ambiental. Com isso, cria-se um mercado mais transparente, ajuda-se a promover boas práticas no setor, e diminui-se o impacto ambiental dos hotéis através de investimentos verdes e do estabelecimento de metas de redução de carbono.

“A indústria hoteleira reconhece sua responsabilidade de mitigar seu impacto ambiental. De fato, muitas redes hoteleiras globais estabeleceram metas de redução de carbono. Através dessa alternativa, a indústria está promovendo seus compromissos a seus consumidores corporativos e individuais, ajudando-os a entender seu impacto ambiental”, explicou David Scowsill, presidente e diretor executivo do WTTC.

“Uma abordagem harmonizada para quantificar e comunicar a sustentabilidade dos produtos da indústria é um passo firme para realizar isso. Estamos satisfeitos de estar colaborando com a ITP e os executivos hoteleiros desse Grupo de Trabalho nessa iniciativa histórica”, acrescentou Scowsill. “Os consumidores e os investidores certamente querem saber sobre a pegada de carbono dos hotéis com que eles estão lidando”, concordou Farrant.

O grupo declarou que pretende corrigir quaisquer erros possíveis na nova metodologia, fazer consultas às partes interessadas e testar a extensão do projeto na indústria o mais rápido possível, a fim de torná-lo disponível em 2012.

“O fato de que 12 companhias globais no setor hoteleiro internacional se juntaram para atingir, pela primeira vez, esse grau de consenso na complexa questão da medição de carbono, é a prova tanto da importância crucial de resolver essa questão do carbono quanto do sucesso do Grupo de Trabalho conjunto da ITP e do WTTC através dessa primeira fase”, concluiu Farrant.

De acordo com a Organização Mundial de Turismo (OMT), atualmente o setor de viagens e turismo contribuiu com cerca de 5% das emissões mundiais de CO2, e a indústria hoteleira é responsável por 20% deste índice.

(Instituto CarbonoBrasil)

About martins

Comments are closed.